Motor On Line
Notícias-

Domingo quente definiu últimos campeões do Metropolitano no AIC
Reportagem: Bispo Neto
MRT

O domingo (20/11) foi quente o dia todo em Pinhais (PR), durante as provas da oitava e última etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2016, com bons “pegas” no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A etapa foi disputada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.6 “A” e “B”, Turismo 5000 e Fórmula Premium, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Na Marcas “A” Gustavo Magnabosco levou o título, na Marcas “B” o campeão é Gustavo Dal Pizzol, na Turismo 5000 Armin Kliewer levantou o caneco, e, na Fórmula Premium o título ficou com Luís Zimermann. Além de, com uma etapa de antecedência, Wilians Peres já havia conquistado o título da Turismo 1.6 “A”, e, Rafael Barranco sagrou-se campeão da Turismo 1.6 “B”.

Durante os Treinos Classificatórios que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram:

Marcas “A”:
1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 1min40s162;
2.º) Richard Heidrich (SC), 1min40s284;
3.º) Gustavo Magnabosco (SC), 1min40s322.

Marcas “B”:
1.º) Gustavo Dal Pizzol (SC), 1min40s134;
2.º) Rafael Barranco (PR), 1min40s482;
3.º) Eduardo Pavelski (PR), 1min4os931.

Turismo 1.6 “A”:
1.º) Wilians Peres (PR), 1min43s304;
2.º) Elberto Alves (SC), 1min44s036;
3.º) Rafael Lupatini / Eduardo Will (PR), 1min44s349.

Turismo 1.6 “B”:
1.º) Daniel Ebrahini / Bruno Nascimento (PR), 1min43s621;
2.º) Roberto Bonato / Evandro Maldonado (PR), 1min44s536;
3.º) José Cavassin (PR), 1min45s100.

Turismo “Terra”:
1.º) Michel Giusti / Adalberto Hames (SC), 1min43s473;
2.º) P. Wegbecher / M. Zen (SC), 1min47s679.

Turismo 5000:
1.º) Armin Kliewer (PR), 1min34s700;
2.º) Marco Antonio Garcia (PR), 1min34s884;
3.º) Maurício Reuter (SC), 1min34s956.

Fórmula Premium:
1.º) Marco Dias (PR), 1min 42s009;
2.º) Airton dos Santos (PR), 1min42s263;
3.º) Luís Zimermann (PR), 1min44s313.

Marcas

A primeira prova das categorias Marcas, com 19 participantes, aconteceu às 9h04, numa prova com boas disputada nas duas categorias. Na largada o pole position Gustavo Dal Pizzol perdeu a liderança na primeira volta para Davi Dal Pizzol, que vinha seguido de perto por Gustavo Magnabosco, Gustavo Dal Pizzol, Rafael Bastos, Ruslan Carta Filho e Rafael Barranco. Na segunda volta Gustavo Magnabosco ultrapassou Davi Dal Pizzol e assumiu a liderança da prova. Na oitava volta a prova foi interrompida pelo safety car, que entrou para que fiscais pudessem limpar a pista que ficou cheia de pneus e destroços após um acidente entre os carros n.º 28 e 111. Na 11.ª volta a corrida reiniciou, com bom “pega” entre Rafael Bastos e Richard Heidrich pela segunda posição. Depois de 18 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Gustavo Magnabosco com tempo total de 34min01s779, seguido de Richard Heidrich, a 2s205, Rafael Bastos, a 3s369, Davi Dal Pizzol, a 9s100, Alexandre Frankenberger, a 9s486, e em sexto lugar, Ruslan Carta Filho, a 9s723. Na Marcas “B” venceu Gustavo Dal Pizzol, com tempo total de 34min14s607, vindo a seguir Gefferson de Lima, a 7s222, Jones Salvaro, a 9s750, Samir Guimarães, a 16s169, e, Rafael Barranco, a três voltas.

Na segunda prova das categorias Marcas, que aconteceu às 13h17, também foi muito disputada, com os pilotos sempre na “briga” por melhores posições. Dada a largada, Gustavo Magnabosco se manteve na liderança na primeira volta, seguido de Richard Heidrich, Rafael Bastos, Alexandre Frankenberger, Ruslan Carta Filho e Gustavo Dal Pizzol. Da primeira para a segunda volta, teve mais uma vez a intervenção do safety car, para a retirada do carro n.º 121 que rodou na curva que antecede a reta do AIC. Abadonaram a prova Marcel Sedano, Valmor Emílio e Rafael Barranco. Após 18 voltas, nova vitória de Gustavo Magnabosco na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 33min29s696, com Alexandre Frankenberger em segundo, a 4s846, Richard Heidrich em terceiro, a 5s836, Davi Dal Pizzol em quarto, a 8s383, Rafael Bastos em quinto, a 8s478, e, Ruslan Carta Filho em sexto, a 11s350. Na Marcas “B” venceu Gustavo Dal Pizzol com tempo total de 33min38s897, seguido de Eduardo Paveski, a 9s292, Gastão Weigert, a 14s694, Alisson Nurnberg, a 18s217, Gefferson de Lima, a 21s014, e, Marcos Gaudêncio, a 40s840. Rafael Barranco marcou a volta mais rápida das duas provas, na 13.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min39s987, à média de 133,037 km/h.

Resultado final:

Marcas “A”:
1.º) Gustavo Magnabosco, 60 pontos;
2.º) Richard Heidrich, 41;
3.º) Alexandro Frankenberger, 35;
4.º) Davi Dal Pizzol, 30; e
5.º) Rafael Bastos, 30.

Marcas “B”:
1.º) Gustavo Dal Pizzol, 60 pontos;
2.º) Gefferson de Lima, 35;
3.º) Samir Guimarães / Gastão Weigert, 33;
4.º) Eduardo Pavelski, 23; e
5.º) Jones Salvaro, 22.

Turismo 1.6

Com 15 carros no grid, as categorias Turismo 1.6 “A”, “B” e “T” foram para a primeira corrida às 9h52, numa prova muito disputada. Wilians Peres largou na frente e manteve a liderança na primeira volta, seguido por Michel Giusti, Elberto Alves, Rafael Lupatini, Rodrigo Tassi e Geovane Ciesielski. Na quinta volta, Michel Giusti assumiu a liderança, deixando a “briga” pela segunda posição entre Wilians Peres, Rafael Lupatini e Elberto Alves. Ao fim de 20 voltas, vitória de Michel Giusti na Geral e na Turismo 1.6 “T”, com tempo total de 34min40s048, seguido de Paulo Wegbecher, a 58s994, Na Turismo 1.6 “A” venceu Elberto Alves, com tempo de 34min47s952, com Rafael Lupatini em segundo, a 0s203, Wilians Peres em terceiro, a 1s410, Geovane Ciesielski em quarto, a 5s573, e Rodrigo Tassi em quinto, 16s604. E na Turismo 1.6 “B”, vitória de Bruno Muhlstedt, com tempo de 34min58s169, tendo em segundo José Pederneiras, a 4s716, em terceiro Evandro Maldonado, a 6s633, em quarto Nilton da Silva, a 41s646, e em quinto James Schwerdtner, a uma volta.

As categorias Turismo 1.6 “A”, “B” e “T” foram para a segunda corrida às 14h07, em prova muito movimentada com os carros andando forte. O pole position Adalberto Hames manteve a liderança na primeira volta, seguido de Wilians Peres, Geovane Ciesielski, Daniel Ibraini, Luiz Ferreira e José Pederneiras. Ainda na primeira volta Roberto Bonato e Elberto Alves abandonaram a corrida por acidente. Na quarta volta quem abandonou foi Nilton da Silva, também por quebra. Após 20 voltas, vitória de Adalberto Hames na Geral e na Turismo 1.6 “T”, com tempo de 34min42s563, tendo Marco Zen em segundo, a três voltas. Wilians Peres venceu na Turismo 1.6 “A”, com tempo de 34min51s769, vindo a seguir Geovane Ciesielski em segundo, a 23s232, Luiz Ferreira em terceiro, a 36s844, e, Emerson Will em quarto, a 1min38s917. E na Turismo 1.6 “B” venceu Daniel Ibraini com tempo total de 35min33s256, seguido de James Schwerdtner, a 15s345, Dyogo dos Santos, a uma volta, José Pederneiras, a uma volta, e, José Cavassin, a duas voltas. A volta mais rápida das provas disputadas, foi de Wilians Peres, na 14.ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1min42s751, à média de 129,459 km/h.

Resultado final:

Turismo 1.6 “A”:
1.º) Wilians Peres, 48 pontos;
2.º) Geovane Ciesielski, 38;
3.º) Rafael Lupatini / Emerson Will, 38;
4.º) Rodrigo Tassi / Luiz Ferreira, 30; e
5.º) Elberto Alves, 30.

Turismo 1.6 “B”:
1.º) Daniel Imbraini / Bruno Muhltedt, 60;
2.º) José Pederneiras, 38;
3.º) James Schwerdtner, 35;
4.º) Dyogo dos Santos, 18; e
5.º) Roberto Bonato / Evandro Maldonado, 18.

Turismo 5000

A categoria Turismo 5000 foi para a primeira corrida às 11h52, com dez carros no grid. Armin Kliewer largou na frente e perdeu a liderança na primeira volta para Maurício Reuter, seguido de Armin Kliewer, Rubens Kliewer, Marco Garcia, Richard Heidrich e Anderson Andrade. Boa disputa pela liderança entre Maurício Reuter e Armin Kliewer até a bandeirada final. Ao fim de 15 voltas, vitória de Maurício Reuter, com o tempo de 24min08s004, seguido de Armin Kliewer, a 1s510, Anderson Andrade, a 14s143, Richard Heidrich, a 16s896, Rubens Kliewer, a 21s530, e, Willians Jaeger, a 30s572.

Largando com grid invertido como está no regulamento da categoria, a segunda prova da Turismo 5000, largou às 15h45, com Wanderlei Berlanda na pole position, seguido de Rubens Kliewer, Richard Heidrich, Willian Jaeger, Anderson Andrade e Armin Kliewer. Com os carros mais rápidos vindo de trás, a prova ganhou em emoção e volta a volta os ponteiros foram mudando. Na primeira volta Rubens Kliewer assumiu a liderança. Na segunda volta Richard Heidrich era o líder e na quarta volta Maurício Reuter era o líder, posição que manteve até a penúltima volta, quando quebrou e abandonou a corrida. Após 15 voltas, vitória de Anderson Andrade, com tempo total de 24min22s433, tendo Marco Garcia em segundo, a 1s644, Armin Kliewer em terceiro, a 4s654, Richard heidrich em quarto, a 6s589, e, Rubens Kliewer em quinto, a 17s445. A volta mais rápida da prova das duas provas foi de Maurício Reuter, na 4.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min35s475 e média de 139,324 km/h.

Resultado final:

1.º) Anderson Andrade, 48 pontos;
2.º) Armin Kliewer, 41;
3.º) Maurício Reuter, 36;
4.º) Richard Heidrich, 30; e
5.º) Rubens Kliewer, 24.

Fórmula Premium

A primeira corrida da Fórmula Premium aconteceu as 12h37, com cinco participantes e bons “pegas” no início da prova. Marco Dias largou na frente e perdeu a liderança na primeira volta para Renan Pietrowski que corria com um Fórmula Renault, seguido de Marco Dias, Airton dos Santos, Edson da Silva e Luís Zimermann. Edson da Silva quebrou na primeira volta e Airton dos Santos abandonou a corrida com nove voltas. Depois de 13 voltas, vitória de Renan Pietrowski, com tempo total de 20min00s801, seguido de Marco Dias, a uma volta, Luís Zimermann, a uma volta, e, Airton dos Santos, a quatro voltas.

Na segunda corrida, às 16h27, Renan Pietrowski largou na frente e manteve a liderança, seguido de Marco Dias, Airton dos Santos e Luís Zimermann. Na décima segunda volta, Marco Dias perdeu duas posições para Luís Zimermann e Airton dos Santos. Após 16 voltas, a vitória foi de Renan Pietrowski, com tempo de 23min14s162, tendo Luís Zimermann em segundo, a duas voltas, Airton dos Santos em terceiro, a duas voltas, e, Marco Dias em quarto, a duas voltas. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Renan Pietrowski, na 16.ª passagem da segunda corrida, com tempo de 1min24s424, à média de 157,562 km/h.

Resultado final:

1.º) Renan Pietrowski, 60 pontos;
2.º) Luís Zimermann, 41;
3.º) Marco Dias, 38; e
4.º) Airton dos Santos, 33.

O Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017 inicia no mês de março, no Autódromo Internacional de Curitiba.

Notícias

Página inicial