Motor On Line
Notícias-

Kart: após começo ruim Gabriel Paturle brilhou no Skusa 2016
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Flávio Quick
Quick Comunicação
Com 16 anos piloto teve início de muitos problemas, mas, se superou e deu show na Final.

Foi encerrada neste domingo (20), na pista montada no estacionamento do Las Vegas Convention Center, em Las Vegas, nos Estados Unidos, a 20ª edição do SKUSA - Supernationals. A maior competição do kartismo mundial reuniu cerca de 500 pilotos das cinco regiões do planeta e teve a presença de 28 pilotos brasileiros. Competindo pela classe X30 Senior, equivalente à Graduado, no Brasil, o mineiro Gabriel Paturle (Micronic) chegou bastante animado à competição. Representando as cores da equipe americana RPG, que utiliza os chassis italianos Kosmic, o piloto brasileiro, que foi um dos grandes destaques do Florida Winter Tour deste ano, chegou como uma das apostas do time na busca pelo título.

Muito animado o piloto deu início aos seus trabalhos com a atenção exclusiva do mecânico brasileiro Fábio da Silva, que foi o responsável por toda a parte técnica do kart de Gabriel. Infelizmente, porém, durante todos os treinos da competição os problemas foram recorrentes no que tange ao desempenho e, com isso, o piloto se classificou em uma posição bastante desfavorável para as corridas classificatórias.

"A nova pista aqui do SKUSA ficou extremamente de alta e, sem um motor bom, estamos perdendo muito em relação os nossos concorrentes. Estou me matando na pista, mas, sem força, não consigo fazer bons resultados", desabafou o jovem de 16 anos.

De forma muito profissional Paturle seguiu para as corridas classificatórias, porém, sabendo da deficiência de seu equipamento. Assim, no confronto dos grupos AxD ele chegou em 33º, no AxC ele foi o 21º e, finalmente, no AxB ele repetiu a bateria anterior, com o 21º lugar. A soma destes resultados ofereceu à Gabriel apenas o 48º lugar dentre os 80 competidores.

Para continuar no Campeonato e seguir às finais os pilotos classificados após a 36ª posição seguiram para a uma prova de repescagem de onde apenas os seis melhores seguiriam. Com um grande trabalho de feedback de informações do piloto e o empenho do time em oferecer o melhor para Gabriel ele seguiu para a corrida de repescagem. Em uma prova muito competitiva o piloto soube ter o sangue frio necessário para buscar as posições que precisava e, na última volta, após passar dois concorrentes, chegou em quinto e, com isso, assegurou uma posição no 41º lugar do grid da Final.

Feliz e, sobretudo, muito animado com a melhora em seu equipamento o brasileiro alinhou seu kart na manhã de domingo para a Final. Com concentração extrema ele se aproveitou da condição de estar largando da última fila do grid, desviou de alguns acidentes na largada e começou sua prova de recuperação. Com garra e muito arrojo Paturle superou muitos concorrentes, vários bem mais experientes que ele e, ao final das 19 voltas, recebeu a bandeirada final na 14ª posição.

"Depois de todo o estresse do começo das atividades o time conseguiu me dar um kart muito bom na Prefinal. Isso me deu condições de me classificar. Hoje, na Final, o kart era perfeito. Em minhas poucas voltas limpas eu conseguia virar o mesmo tempo dos primeiros. Foi uma corrida fantástica, eu ganhei ao todo 27 posições e, com isso, posso dizer que volto para casa de alma lavada. Não foi o resultado que eu esperava, com certeza, mas diante de tudo o que aconteceu posso dizer que para mim esse 14º tem sabor de vitória", encerrou Paturle.

Notícias

Página inicial