Motor On Line
Notícias-

F-3 Brasil: Vivacqua é o mais rápido dos testes da EuroFormula no Estoril
Reportagem: RF1
Foto: Divulgação
Jovem piloto da Academia Shell Racing se destaca nos testes com a atual campeã da categoria em seu primeiro contato com a pista portuguesa.

Um dos jovens talentos do automobilismo nacional, o piloto Thiago Vivacqua participou nesta segunda e terça-feira (dias 5 e 6) de dois dias de testes com a equipe Campos Racing no circuito do Estoril, em Portugal. O brasileiro pilotou um dos carros do time na categoria EuroFormula Open, na qual eles foram campeões em 2016 com o piloto italiano Leonardo Pulcini.

Apesar de já conhecer o carro, foi a primeira vez que Vivacqua acelerou na pista portuguesa e o brasileiro conquistou ótimos resultados. Ele foi o terceiro no primeiro dia e liderou todas as sessões do segundo dia, entre os sete pilotos que participaram dos testes, fechando com o melhor tempo no combinado (1min32s933). Os testes contaram com as participações das equipes Carlin e Campos Racing e, além de Vivacqua, Matheus Iorio foi outro brasileiro que participou das sessões.

"Já tinha experimentando o carro da EuroFormula Open, mas nunca havia andado no Estoril e fiquei muito satisfeito com a minha rápida adaptação e desempenho. A categoria vem crescendo a cada ano, é uma das mais fortes no automobilismo de base europeu e uma das possibilidades que estamos estudando para a temporada que vem", comentou o piloto de 19 anos.

Vivacqua também falou sobre sua relação com a equipe Campos Racing, com quem já fez testes em diversas categorias, até mesmo a GP2. "Em 2015, quando fui o terceiro na temporada da Fórmula Renault Europeia 2.0, ganhei um teste na World Series e foi onde tudo começou. Agradeço muito ao Adrian Campos por todas as oportunidades e espero que nossa relação se estreite cada vez mais", completou.

Ex-piloto de F-1, Adrian Campos está entre os mais conceituados chefes de equipe. Há 20 anos atua com sua própria equipe em diversos campeonatos (Euroformula Open, GP3, GP2, Fórmula E e WTCC).

Este ano, Thiago disputou a Fórmula 3 Brasil, onde conquistou cinco pódios e ocupa a terceira colocação do campeonato com a Academia Shell Racing, uma iniciativa inédita no Brasil patrocinada pela Raízen para garantir apoio aos jovens talentos do automobilismo e auxiliar seus passos futuros no esporte a motor.

Confira os tempos combinadas das sessões de segunda e terça-feira no Estoril:

1. Thiago Vivacqua (Campos Racing) 1min32s933
2. Petru Florescu (Campos Racing) 1min33s046
3. Develin Defrancesco (Carlin) 1min33s061
4. Ricky Collard (Carlin) 1min33s418
5. Ameya Vaidyanathan (Carlin) 1min33s535
6. Nikita Lastochkin (Campos Racing) 1min33s662
7. Matheus Iorio (Campos Racing) 1min34s398

Sobre a Academia de Pilotos Shell Racing:

Inspirada em programas europeus que levaram jovens kartistas para categorias top, como a F-1, a Academia de Pilotos Shell Racing é uma iniciativa inédita no Brasil patrocinada pela Raízen para garantir apoio a revelações do automobilismo e auxiliar seus passos futuros no esporte a motor. Suas ações são viabilizadas por meio dos projetos "Academia de Pilotos de Kart" (promovido pelo Kart Clube Granja Viana) e "Talento Automobilístico Formula 3" (promovido pela Federação de Automobilismo do DF) incentivados pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e que visam desenvolver e formar a nova geração de brasileiros campeões no esporte automotor.

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 64 aeroportos, possui 63 terminais de distribuição e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 5.800 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial