Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Shell Racing busca prova de recuperação em Interlagos
Reportagem: RF1
Foto: Carsten Horst
Desempenho no classificatório ficou bem aquém do esperado por Ricardo Zonta e Átila Abreu, mas histórico de corridas movimentadas em Interlagos anima dupla da Shell Racing.

A equipe Shell Racing terá que buscar uma corrida de recuperação amanhã após enfrentar dificuldades no treino classificatório de hoje da última etapa da temporada 2016 da Stock Car, que será disputada amanhã no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Após um bom desempenho ontem, com um dos melhores tempos da sexta-feira, terminando o treino no top-5, Ricardo Zonta hoje conseguiu um lugar na nona fila, após registrar sua melhor passagem em 1min39s783.

"Foi uma pena, a pista melhorou muito e com isso quem entrou depois de mim acabou pegando uma condição melhor de asfalto. Mas temos um carro rápido para a corrida e podemos fazer uma corrida pensando em uma boa colocação", diz Zonta, ex-F-1 e campeão mundial de FIA GT, World Series e F-3000.

Átila Abreu sairá na 14ª fila, após registrar o 27º tempo, com 1min40s409. "Confio muito nos mecânicos e engenheiros da equipe Shell Racing e sei que amanhã teremos um carro competitivo, como foi em todos os domingos deste ano. Já saímos do fundo do grid algumas vezes em 2016 e não estamos brigando pelo top-5 do campeonato por acaso. Amanhã a corrida promete", resumiu o piloto sorocabano.

A TV Globo e o Sportv transmitem ao vivo a final da Stock Car amanhã, a partir das 10h.

Grid de Largada*:

1-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) - 1min38s939
2-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - 1min38s950
3-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) - 1mn39s210
4-) 70 Diego Nunes (União Química Racing) - 1min39s212
5-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) - 1min39s238
6-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) - 1min39s306
7-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) - 1min39s331
8-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) - 1min39s338
9-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) - 1min39s357
10-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) - 1min39s423
11-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) - 1min39s478
12-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) - 1min39s586
13-) 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) - 1min39s611
14-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) - 1min39s635
15-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) - 1min39s710
16-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) - 1min39s730
17-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) - 1min39s783
18-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) - 1min39s798
19-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - 1min39s815
20-) 9 Guga Lima (TMG Racing) - 1min39s922
21-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) - 1min39s941
22-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) - 1min40s004
23-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) - 1min40s016
24-) 117 Guilherme Salas (RZ Motorsport) - 1min40s103
25-) 8 Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) - 1min40s237
26-) 25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) - 1min40s249
27-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) - 1min40s409
28-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) - 1min40s438
29-) 99 Xandynho Negrão (Cavaleiro Sports) - 1min40s518

*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 64 aeroportos, possui 63 terminais de distribuição e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 5.800 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial