Motor On Line
Notícias-

Kart: João Matos encerrou temporada no top 10 da Copa SP Light
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Flávio Quick
Quick Comunicação
Na mais difícil competição do país, piloto de Belo Horizonte voltou a se destacar.

No último sábado (10) o Kartódromo Internacional Aldeia da Serra recebeu, pela última vez em 2016, os pilotos e equipes que disputam a Copa São Paulo Light de Kart. O décimo evento do ano, disputado em sistema de rodada tripla, teve o piloto mineiro João Matos (KGS Computers | Tecsul | Mikronix | Gift | Academia Turner Prime), da categoria Júnior Menor, como um dos grandes destaques desde os treinos livres até a sua finalização, na sétima posição geral.

A participação de Matos na decisiva rodada do Certame começou ainda na quarta-feira, quando foram iniciados os treinos livres. Com dedicação plena e muita atenção aos ensinamentos de André Nicastro e do telemetrista Jeison Teixeira o piloto mineiro foi se adaptando ao mais extenso e tradicional traçado do kartódromo.

Com vistas à tomada de tempos, onde precisaria estar com um kart perfeito, o piloto e a equipe MZ Racing trabalharam de forma muito focado em cada detalhe no ajuste do seu chassis Mini. No final da tarde de sexta-feira, após o sorteio dos motores junto à organização, o piloto partiu para a sessão classificatória. Foram cinco minutos muito intensos onde, realmente, Matos conseguiu medir, pela primeira vez no fim de semana, suas forças frente aos adversários. Com a marca de 42s698, diante de 17 concorrentes, ele estabeleceu a quarta melhor marca, garantindo, desta forma, um lugar na segunda fila do grid de largada.

Muito animado o piloto voltou para a pista na manhã de sábado para, efetivamente, participar das corridas. Na primeira prova, sempre envolto às disputas do primeiro pelotão, ele finalizou no sexto lugar. Na segunda bateria, após uma boa largada, Matos acabou sendo escorada para a parte suja da pista, perdendo com isso várias posições. Em uma corrida composta apenas por dez voltas, ele fez o seu máximo, recuperou algum terreno, e terminou no 11º posto. A última e decisiva prova foi, sem dúvida, a mais emocionante. Após boa largada, o piloto que veio da posição 11, impôs uma grande recuperação. Com ultrapassagens determinadas e muita garra ele colocou todo o aprendizado do ano em prática e, ao final das 17 voltas, cruzou a linha de chegada numa excelente quinta colocação.

"Tive um ano de muito trabalho, mas, acima de tudo aprendizado. Eu sabia, que sem ter competido na Cadete eu iria precisar de muitas horas de corridas e, sobretudo, dedicação para conseguir me tornar competitivo junto aos meus concorrentes. Estou feliz por terminar o ano no mesmo ritmo dos principais adversários e espero, no ano que vem, começar o ano disputando as vitórias em pé de igualdade com eles. Agradeço aos meus patrocinadores e a todos que me apoiaram e auxiliaram durante este ano", comentou.

Notícias

Página inicial