Motor On Line
Notícias-

Ford cria tendência com painel digital futurista do esportivo GT
Reportagem: Imprensa Ford

A Ford aproveitou o lançamento do superesportivo GT para “reinventar” muitos componentes, como um painel futurista totalmente digital. Expandindo o conceito de carro conectado, esse avançado painel de instrumentos cria um nova tendência para a próxima década.

Configurado automaticamente para cinco modos de direção disponíveis – normal, molhado, esporte, pista e velocidade, tem tela digital de 10 polegadas com gráficos inspirados em corridas para evitar distrações e facilitar a leitura. O objetivo é dar ao motorista as informações que ele precisa para tomar decisões críticas ao levar o carro aos seus limites.

“O foco e atenção do motorista são chaves nesse alto nível de performance”, diz Jamal Hameedi, chefe de engenharia da Ford Performance. “Nós criamos o GT com um painel de instrumentos digital inovador, que muda em cada modo de direção e traz o que é importante e útil para o motorista.”

O seu desenvolvimento utilizou tecnologia de ponta, mas a sensibilidade humana também foi essencial. O piloto Scott Maxwell, da Multimatic, vencedor em Le Mans, atuou como consultor no projeto do painel digital do Ford GT. Em testes no laboratório de simulação ele sugeriu, por exemplo, mudanças no conta-giros para ampliar a visão periférica da zona vermelha de rotação do motor EcoBoost V6 e também ajustes na prioridade de informações de desempenho.

A fase final de desenvolvimento foi feita em parceria com fornecedores que estão na vanguarda da tecnologia de telas: a Pektron (projeto eletrônico, desenvolvimento e fabricação) e Conjure (design gráfico). “Dedicamos muito tempo para fazer isso dar certo. O resultado é simples, mas fazer o simples com perfeição pode ser um desafio”, diz Nick Terzes, supervisor de engenharia do Ford GT.

Perfeição em cada pixel

Os cinco modos de direção do Ford GT são selecionados por comandos no volante para ajudar o motorista a manter a atenção na pista e as mãos no volante.

Em cada modo a tela exibe as informações de um jeito diferente, destacando o que é essencial para aquela condição:

. O modo Normal mostra as informações de forma objetiva e profissional. O tema é simples, com velocímetro no centro, indicador de marchas à direita, combustível e temperatura no alto à esquerda. O conta-giros, em formato de bastão, mostra a faixa de rotação baixa em escala comprimida – o motor avança tão rápido que os giros menores pouco importam para o motorista. A faixa de 3.000 a 7.000 rpm domina o topo da tela.
. O modo Wet (molhado) usa muitas informações do modo Normal, com tema azul e o conceito de “chão molhado”. Os gráficos sob o velocímetro simulam o brilho do asfalto molhado, destacando para o motorista o modo selecionado.
. O modo Sport muda a prioridade de informações. Traz o indicador de marcha no centro e o velocímetro deslocado para a direita, com menos destaque. Com cor laranja vibrante, é o modo preferido pela maioria dos motoristas de teste.
. O modo Track (pista) usa um contraste forte de fundo preto com texto e gráficos em vermelho, fáceis de enxergar em velocidade, com o indicador de marcha e o velocímetro em destaque. Já a temperatura do motor, pressão e temperatura do óleo e nível de combustível – mostrado em porcentagem, em vez da autonomia em milhas – ficam embaixo, à direita.
. O modo V-Max tem uma tela completamente diferente, objetiva e reduzida. Criada especialmente para a busca da velocidade máxima, traz um velocímetro grande no centro e conta-giros reduzido a uma só linha com ponto indicador para evitar distração. Temperatura do motor, pressão e temperatura do óleo e pressão do turbo ficam à direita, e o marcador de combustível no canto superior esquerdo.

Notícias

Página inicial