Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Prati-Donaduzzi está pronta para o retorno
Reportagem: Márcio Fonseca
Foto: Rafael Buys
MF2
Carros roxos de Antonio Pizzonia e Júlio Campos voltam ao grid neste ano.

Depois do hiato de um ano, a Equipe Prati-Donaduzzi está pronta para retornar em grande estilo ao grid da 39ª temporada da Stock Car, que será aberta no próximo dia 2 de abril com a primeira rodada dupla em Goiânia. A empresa farmacêutica sediada em Toledo, na região oeste paranaense, acertou um contrato de três anos com a RMattheis Motorsport, comandada tecnicamente por Rodolpho Mattheis em parceria com o pai, o experiente e campeoníssimo Andreas Mattheis. Os pilotos voltam a ser o amazonense Antonio Pizzonia e o paranaense Julio Campos, que conquistaram quatro vitórias, quatro poles e quatro melhores voltas ao longo das cinco participações anteriores da empresa na principal categoria do automobilismo brasileiro.

A RMattheis Motorsport está baseada na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, e nesta sexta-feira os carros deixaram a oficina para conhecer o ar da serra de um dos mais conhecidos centros turísticos do Estado. Mas o município é tão conhecido pelas belezas naturais como pelo pioneirismo no automobilismo de competição no Brasil. Ainda no início do século passado, mais precisamente no dia 9 de março de 1908, um imponente Dietrich causou furor ao surgir na cidade vindo do Rio de Janeiro. O veículo havia deixado a Cidade Maravilhosa três dias antes! Em 1932, Petrópolis foi o ponto final da Subida da Montanha, edição nacional de uma das mais populares modalidades europeias. Entre as décadas de 30 e 60, as corridas de rua atraíram multidões, antes que as provas do gênero fossem proibidas em nome da segurança.

Aos poucos, Petrópolis acabaria se tornando uma das mecas da Stock Car - um fenômeno particular da categoria, uma vez que o mais comum é que as equipes se instalem próximas dos autódromos. Fechada para servir como uma das praças dos Jogos Pan-Americanos de 2007 e das Olimpíadas de 2016, a pista de Jacarepaguá ficava a mais de 60 quilômetros de distância da Cidade Imperial. Ao longo dos anos, várias equipes - entre elas as maiores forças da categoria - se instalaram e se mantiveram em Petrópolis.

A volta da Prati-Donaduzzi à Stock Car está marcada por metas ambiciosas. Pódios, vitórias e a luta pelo título fazem parte dos planos. Nesta semana, a dupla de pilotos esteve na equipe para a confecção dos bancos, conhecer os integrantes e toda a retaguarda técnica que terão à disposição e as primeiras reuniões de planejamento estratégico. O clima é de confiança no sucesso do projeto. "Vou realizar o sonho de correr por uma grande equipe, organizada e com excelente banco de dados", lembrou Campos. "Estou bastante motivado e confiante na estrutura que encontramos. A equipe se reforçou bastante na área técnica e de dados. Com o Júlio novamente, o espírito de equipe também será reforçado", completou Pizzonia.

Marcada para o tradicional e recentememte renovado Autódromo de Goiânia, um dos quatro do calendário que integram o campeonato inicial da Stock Car em 1979, a rodada dupla inaugural apresentará diversas novidades no regulamento desportivo - entre elas, a nova configuração dos treinos classificatórios, agora divididos em três partes a exemplo da Fórmula 1, e o novo formato das corridas. A partir deste ano, ambas terão a mesma duração de 40 minutos, a mesma pontuação e a obrigatoriedade do reabastecimento, elementos que poderão - acreditam os organizadores - maiores emoções para o público nas arquibancadas e diante das tevês.

Notícias

Página inicial