Motor On Line
Notícias-

Stock Car: altera calendário e confirma Buenos Aires como palco 9ª etapa
Reportagem: Eduardo Antonialli / Eduardo Mantovani
Vicar
Principal categoria do automobilismo nacional correrá ao lado da Super TC 2000, no final de semana dos 200 Km de Buenos Aires.

Após um hiato de 10 anos, a Stock Car voltará a correr em Buenos Aires. A Vicar Promoções Desportivas alterou o calendário da principal categoria do automobilismo brasileiro e a Capital Argentina foi incluída como palco da nona etapa, dia 1o de outubro, e correrá ao lado da Super TC2000 em uma de suas provas mais importantes, os 200 Km de Buenos Aires. A data anteriormente prevista para a rodada dupla argentina - 11 de junho - será ocupada por Cascavel. O Autódromo Nelson Piquet, em Brasília, deixa o calendário, e as corridas de 26 de novembro serão disputadas em Tarumã.

A Stock Car já disputou três provas no autódromo Oscar y Juan Galvez, em 2005, 06 e 07. Três vencedores diferentes, e campeões, comemoraram vitória em terras portenhas. O primeiro deles foi Giuliano Losacco, que venceu em 2005 e terminou o ano como bicampeão da categoria. Sinônimo de Stock Car, o 12 vezes campeão Ingo Hoffman foi o vencedor da prova em 2006 e Cacá Bueno triunfou em 2007, ano em que também terminou como bicampeão.

A volta da categoria a Buenos Aires não será a única novidade da temporada 2017. Visando aumentar as disputas na pista e aumentar a atratividade para pilotos, equipes e para o público, o sistema de pontuação foi alterado, assim como a duração das corridas. A partir de agora as rodadas duplas passam a ter duas corridas com o mesmo tempo de duração, 40 minutos. A primeira delas valerá 30 pontos ao vencedor e a segunda 20. O treino classificatório também mudou e passa a ser disputado em três etapas.

Além disso, a utilização do Botão de Ultrapassagem também foi modificada. Para facilitar a visibilidade do público será implantado o Led Push, um sinal luminosos colocado no teto dos carros que será aceso a cada acionamento do Botão de Ultrapassagem. A quantidade de acionamentos varia de acordo com cada pista.

"Essas novidades tornam o campeonato ainda mais atraente para o público e despertam um interesse maior em pilotos e equipes, principalmente na segunda corrida. O treino classificatório em três etapas e a introdução do Led Push vão facilitar o entendimento do público que assiste as provas tanto nos autódromos quanto pela televisão", comentou Rodrigo Mathias, diretor geral da Vicar.

As novidades já estarão em prática na primeira etapa da temporada, que será disputada em formato de rodada dupla no próximo dia 2 de abril, em Goiânia.

Calendário 2017:

1a Etapa: 02/04 - Goiânia
2a Etapa: 23/04 - Velopark
3a Etapa: 21/05 - Santa Cruz do Sul
4a Etapa: 11/06 - Cascavel
5a Etapa: 09/07 - Londrina
6a Etapa: 23/07 - Curvelo
7a Etapa: 06/08 - Velo Citta
8a Etapa: 10/09 - Corrida do Milhão
9a Etapa: 01/10 - Buenos Aires (Argentina)
10a Etapa: 22/10 - Curitiba
11a Etapa: 26/11 - Tarumã
12a Etapa: 10/12 - Interlagos

Treino Classificatório

Em 2017 o treino classificatório será disputado em três etapas: Q1, Q2 e Q3. No Q1 todos os pilotos entram na pista, mas divididos em dois grupos. O primeiro grupo será formado pelos competidores que ocupam posições ímpares na tabela de classificação. No segundo apenas os que ocupam posições pares. Para a primeira etapa será levada em conta a ordem de classificação final da temporada 2016. A sessão terá duração de oito minutos.

Os 15 melhores tempos na primeira atividade avançam para o Q2, que também terá duração de oito minutos e terá todos os pilotos na pista ao mesmo tempo.

Os seis melhores classificados no Q2 avançam para a sessão final. No Q3 os pilotos terão apenas uma volta lançada e entrarão na pista sozinhos, começando pelo sexto melhor tempo do Q2, até o primeiro. Na classificação não será permitido reabastecimento nem troca de pneus.

Pontuação

A temporada 2017 terá 22 corridas, uma a mais em relação ao ano passado. Todas a provas serão em formato de rodada dupla, exceto a Corrida do Milhão e a Grande Final. Nas rodadas duplas a Corrida 1 segue com a mesma pontuação do ano passado, sendo 30 pontos para o vencedor, 26 para o segundo, 23 para o terceiro, 21 para o quarto, 19 para o quinto, 17 para o sexto, 15 para o sétimo, 13 para o oitavo, 12 para o nono, 11 para o décimo e assim reduzindo um ponto até o 15, que soma seis.

Já a Corrida 2 passa a valer 20 pontos, cinco a mais que no ano passado. A segunda posição valerá 18, a terceira 16, a quarta 14, a quinta 12, a sexta 10, a sétima 8, a oitava 7, reduzindo sempre um ponto, até a 14a posição.

Na Grande Final a pontuação será a mesma da primeira corrida das rodadas duplas, mas com valor dobrado. Já a Corrida do Milhão terá uma pontuação diferenciada. A vitória segue valendo 30 pontos, mas a segunda posição passa a valer 25, com a terceira valendo 22 e a quarta 20. A quinta posição valerá 19, a sexta 18, assim sucessivamente até o 15o.

Notícias

Página inicial