Motor On Line
Notícias-

Pizzol e Giusti ficam em sexto no Paranaense
Reportagem: Bispo Neto
MRT

A dupla catarinense Davi Dal Pizzol / Michel Giusti (Mundial Textil) participaram no fim de semana (7 a 9/4) da segunda etapa do Metropolitano de Curitiba e primeira do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2017, na categoria Marcas “A”. A etapa foi disputada no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), onde Pizzol e Giusti pilotando o Gol n.º 72, que tem preparação da Pein Competições, largaram da oitava posição na Geral, quebraram na primeira corrida e ficaram em sétimo na segunda prova.

No sábado (8/4), Davi Dal Pizzol e Michel Giusti (Mundial Textil) tiveram problemas durante o treino classificatório que definiu o grid de largada, marcando o tempo de 1min40s653, ficando com o oitavo lugar na Geral e na Marcas “A”. Davi foi para a primeira corrida em busca de recuperação, para tentar “brigar” pela vitória. Fez boa largada, manteve o oitavo lugar por duas voltas e na terceira volta já estava na quinta posição. Caiu para o sexto lugar, mas em uma disputa por posição, levou uma batida na lateral direita dianteira, que quebrou o eixo do carro e o piloto teve que abandonar a prova na quinta volta, quando vinha em boa recuperação, mesmo com tantos pilotos bons de Curitiba, Cascavel, Londrina e Santa Catarina. A vitória foi de Gustavo Magnabosco, seguido de Ruslan Carta Filho, Edoli Caus Jr, Paulo Bento, Márcio Ymagava e Adriano Barbosa. Davi Dal Pizzol ficou em 31.º na Geral.

Na segunda prova, a “missão” de recuperar posições, ficou a cargo de Michel Giusti (Mundial Textil), que assumiu o comando do Gol n.º 72, depois do rápido trabalho de recuperação da equipe Pein Competições. Na largada, passou a imprimir ritmo forte de corrida e completou a primeira volta na 17.ª posição, fazendo 14 ultrapassagens. Foi ganhando posições e na sexta volta já ocupava o décimo lugar. Continuou em boa prova de recuperação, até chegar à sétima colocação na 12.ª volta, onde se manteve até a bandeirada final e após fazer 24 ultrapassagens. Após 18 voltas, a vitória foi de Gustavo Magnabosco, com tempo de 33min28s784, seguido de Andrei Carta, a 2s830, Edoli Caus Jr, a 3s386, Richard Heidrich, a 6s304, Marcel Sedano, a 6s524 e Gustavo Dal Pizzol, a 7s621. Somados os pontos das provas disputadas, Pizzol e Giusti concluíram a etapa em sexto lugar na Marcas “A”, com 8 pontos ganhos.

“Mais uma vez não levamos sorte na prova do Metropolitano, que também foi válida pelo Paranaense. Eu vinha numa boa corrida, quando em uma disputa de posição entre três carros, sobrou um toque no meu e tive que abandonar a disputa”, disse Davi Dal Pizzol. “Nossa equipe trabalhou rápido e na segunda prova consegui fazer uma grande corrida de recuperação, chegando em sétimo lugar. Quando cheguei nos carros mais rápidos, o meu já estava desgastado, mas fizemos um ótimo trabalho no AIC”, concluiu Michel Giusti.

Somados os pontos das duas provas da segunda etapa do Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017, a classificação final foi a seguinte:

Marcas “A”:
1.º) Gustavo Magnabosco, 40 pontos;
2.º) Ruslan Filho / Andrei Carta, 30;
3.º) Richard Heidrich, 22;
4.º) Gustavo Dal Pizzol, 18;
5.º) Algacir Sermann / Rodrigo Tassi, 18; e
6.º) Davi Dal Pizzol / Michel Giusti, 8.

A terceira etapa do Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017 está marcada para os dias 6 e 7 de maio, no AIC.

Notícias

Página inicial