Motor On Line
Notícias-

Kart: Vivacqua anda entre os líderes e é destaque na 1ª participação 500 Milhas
Reportagem: Fernanda Gonçalves / Caio Scafuro
Foto: José Mario Dias
FGCom
Piloto competiu no kart #0 da Equipe Shell Fittipaldi, que andou entre os líderes durante grande parte da prova.

O piloto carioca Thiago Vivacqua viveu momentos de descobertas e redescobertas nesse sábado (dia 16), disputando as 500 Milhas de Kart da Granja Viana, em Cotia, na Grande São Paulo. Há mais de quatro anos sem competir no kart e sem nunca ter participado de uma prova de longa duração, Vivacqua conduziu com muito talento o kart #0 da Equipe Shell Fittipaldi ao lado de Diego Ramos e Felipe Baptista, andando grande parte da prova entre os líderes e chegando a liderar em alguns momentos.

Infelizmente o resultado final não traduziu o que foi a corrida e um problema no motor na reta final da prova, sob o comando de Diego Ramos, tirou as chances de um top-10 para o trio. Com os outros dois karts, a equipe conseguiu colocar o #2 no pódio, em quarto lugar, e o #1 no top-10.

“Foi uma experiência incrível poder participar de um evento desse porte. É muito legal você poder competir de igual para igual e disputar posições no grid com nomes históricos do automobilismo. Só tenho a agradecer ao Vicente (Sfeir) e toda equipe Shell Fittipaldi pela oportunidade de estar perto de grandes pilotos”, avaliou Thiago, que completou 21 anos no dia da competição.

“A corrida foi bem disputada e a gente tinha uma chance de real de conseguir um excelente resultado, mas no final o problema com o motor acabou com os planos. Mas isso faz parte... fizemos uma corrida de mais de 11 horas sem ter nenhum problema com o carro, fizemos o trabalho que foi proposto e nos divertimos e aprendemos muito. Vamos para a próxima”, completou.

Reconhecimento aos parceiros

Como uma forma de homenagear o casal Luciano e Juliana, da Art Infinity, Thiago presenteou os dois com o macacão utilizado para disputar as 500 Milhas. Essa foi a forma que o piloto achou para agradecer e reconhecer o trabalho da equipe responsável pela pintura dos capacetes dele desde a época de Cadete, no kart. “Eles realmente merecem toda forma de homenagem. Há dois anos eu dei um capacete para eles e agora estou dando o macacão, agora eles têm um ‘kit Vivacqua’ quase completo aqui”, brincou o piloto.

Para a temporada 2018, Thiago está estudando algumas oportunidades e ainda não definiu o futuro. No início de dezembro, o brasileiro testou carros da GP3 e Fórmula 2, no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi, e conseguiu uma rápida adaptação nas duas categorias.

Notícias

Página inicial