Motor On Line
Notícias-

Santiago será grande desafio da Fórmula E prevê campeão Di Grassi
Reportagem: Rodolfo Siqueira
BestPR Comunicação
Novo circuito, calor e comportamento da bateria e pneus devem ser fatores decisivos.

O brasileiro Lucas Di Grassi acredita que a quarta etapa do Campeonato Mundial de Fórmula E, no próximo sábado (3/3), será uma das mais disputadas e técnicas corridas de 2018. O motivo são as condições que a categoria encontrará no circuito de rua montado em Santiago, capital do Chile, que recebe pela primeira vez uma prova do torneio. “É uma pista inédita. Somente este detalhe já diz muita coisa. Como sempre, sabemos do nosso potencial e estamos bem preparados. Estamos confiantes em um bom resultado”, diz o atual campeão mundial da categoria.

Mesmo sendo a estreia de uma nova pista, os times terão pouco tempo para trabalhar o acerto dos carros. “Serão seis voltas de reconhecimento nesta sexta-feira e 1h15min de treinos livres no sábado antes de entrarmos na pista para decidir a pole. Tudo muito rápido, mas igual para todos”, conta o piloto da equipe Audi Sport ABT Schaeffler. “Depois disso, vamos direto para a corrida”, continua Lucas.

Fatores decisivos – Di Grassi está confiante no trabalho de preparação realizado pela Audi Sport ABT Schaeffler, com a qual ele venceu o campeonato de 2017. “Treinamos bastante no simulador”, detalha o brasileiro. “O traçado parece ser bastante ondulado e tecnicamente difícil. A temperatura ambiente está bem alta, acima de 30⁰C, e essa também é a previsão para o sábado. É um fator importante para ser considerado, por que vai influenciar o nível de superaquecimento da bateria e o ritmo de corrida, afetando também em toda a estratégia de energia. Por que, com a bateria superaquecida, o comportamento do carro muda bastante”, explica o brasileiro da Audi Sport ABT Schaeffler.

Lucas também prevê que o comportamento dos pneus deve ser um dos focos de atenção das equipes. “Os pneus sempre são um fator importante mas aqui devem sofrer com o calor e o superaquecimento”, observa. “Então, levando todos estes fatores em consideração, dá para prever uma corrida bem técnica, em um circuito também bastante exigente. Na soma, nossa equipe acredita em um final de semana de grandes desafios. Mas já estamos acostumados com isso, como mostrou nossa campanha em 2017. Tivemos outras provas como essa, caso de Montreal, onde conseguimos um bom resultado. Então, estamos muito otimistas e vamos pra cima”, concluiu Lucas Di Grassi.

A largada da prova está prevista para as 17h (de Brasília) com transmissão ao vivo pelo canal Fox Sports.

Notícias

Página inicial