Motor On Line
Notícias-

Honda NXR 160 Bros é a motocicleta com maior valor de revenda no Brasil
Reportagem: M. Ghigonetto / F. Bonatto / M. Dellabarba
Honda Brasil
Além de campeă geral e na categoria Trail com a Bros, Linha CG 160 e Biz 110 / 125 também conquistam Maior Valor de Revenda em seus segmentos.

Pelo terceiro ano consecutivo uma motocicleta Honda foi eleita campeã no Prêmio Maior Valor de Revenda, promovido pela agência Auto Informe, em parceria com a Textofinal Comunicação e a Molicar. Com apenas 6,7% de depreciação em um ano, a Honda NXR 160 Bros foi a moto melhor avaliada entre todas as participantes, além de vencedora na categoria Trail. Reconhecida pela confiabilidade e custo benefício de seus produtos, a Honda ainda apresentou os melhores índices de depreciação na categoria Street com a CG 125/160 (-8,5%), e na categoria Motoneta com a linha Biz 110i/125 (-9,1%).

O estudo avaliou a desvalorização dos veículos com base na diferença de preços praticados para motos zero km no período de um ano de comercialização. Na pesquisa da Molicar, os modelos da Honda se destacaram pelo baixo índice de desvalorização, consequência de um conjunto de competências como ampla rede de concessionários, manutenção fácil e econômica, disponibilidade de peças e credibilidade dos modelos junto ao consumidor.

Desde a criação do prêmio em 2016, a Honda tem os modelos com os menores índices de valorização após um ano de mercado, sendo tricampeã geral e única entre os campeões na categoria, com desvalorização abaixo dos 10%. Em sua versão 2018, foram analisados um total de 109 modelos e versões de motocicletas zero-quilômetro divididos em 17 categorias.

Confira os vencedores da Honda em cada categoria:

Categoria Trail e Campeão Geral
1° Lugar - NXR 160 Bros (- 6,7%)

Categoria: Street
1° Lugar - Honda CG 160 (- 8,5%)

Categoria: Motoneta
1° Lugar - Honda Biz 110/125 ( - 9,1%)

Sobre a Honda no Brasil:

Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cinco anos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 23 milhões de motos, além de quadriciclos e de motores estacionários que formam a linha de Produtos de Força da Honda no País, também composta por motobombas, roçadeiras, geradores, entre outros. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do mercado nacional, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,7 milhão de veículos. A segunda planta de automóveis da marca, construída na cidade de Itirapina (SP), concentrará, a partir de 2021, toda produção dos modelos locais, enquanto a unidade de Sumaré se consolidará como centro de produção de motores e componentes, desenvolvimento de automóveis, estratégia e gestão dos negócios do grupo Honda. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por aproximadamente 1.300 endereços. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. Saiba mais em www.honda.com.br e www.facebook.com/HondaBR

Notícias

Página inicial