Motor On Line
Notícias-

Kart: João Pedro Maia superou acidente e voltar à disputa do Brasileiro
Reportagem: Erno Drehmer
Foto: Bruno Gorski
KGCom
Liberado pelos médicos na quinta-feira, piloto deu show no Kartódromo Granja Viana.

Aos 13 anos, o piloto João Pedro Maia (BPAM | Casarão de Minas) viveu emoções diferentes durante a disputa da 53ª edição do Campeonato Brasileiro de Kart. Competindo pela categoria Codasur Júnior no Kartódromo Granja Viana, em Cotia (SP), o jovem enfrentou problemas e quase ficou fora da disputa do principal evento do kartismo no Brasil.

Durante a primeira prova classificatória, disputada na manhã da última quinta-feira (19), quando ocupava a 4ª posição em um grid com 35 competidores, João Pedro Maia foi tocado por um concorrente em uma das curvas mais lentas do circuito, rodou e ficou parado sobre a pista. Sem conseguir desviar, outro concorrente literalmente passou por cima de Maia e de seu kart.

Atendido pelo serviço médico do evento, João Pedro Maia acabaria, por decisão de seu pai, levado a um hospital particular em Campinas, já que havia o piloto apontava sofrer dores na coluna e havia ainda a suspeita de que quebrara alguns dedos das mãos. E, assim, desde aquele momento, estava decidido que Maia não mais participaria do Campeonato Brasileiro de Kart.

No final da quinta-feira, no hospital, João Pedro Maia (BPAM | Casarão de Minas) insistia em voltar à pista no dia seguinte. Depois de analisado pelos médicos, o piloto obteve deles a liberação e, após convencer Alexandre Maia, seu pai, voltou ao Kartódromo Granja Viana no dia seguinte para dar continuidade ao seu objetivo de conquistar o título nacional.

A insistência de João Pedro Maia rendeu ótimas atuações nas provas seguintes e na final, que valia o título, o piloto fez 24 ultrapassagens e alcançou a 8ª posição. Sempre guerreiro, quando faltavam cinco voltas Maia arriscou a ultrapassagem sobre o 7º colocado, mas rodou e recebeu a bandeirada em 16º.

O resultado final foi o que menos importou. Elogiado por sua garra por diversas pessoas presentes no kartódromo, inclusive alguns pilotos de sua própria categoria e seus pais, além de mecânicos e chefes de equipe e também por Wilson Fittipaldi, que hoje coordena a volta da Formula Vee ao automobilismo nacional, João Pedro Maia superou as dores e resolveu ir até o final. E mostrou ser sempre um piloto de ponta.

“Depois do acidente, quando ficamos muito preocupados com o João Pedro, pois ele reclamava de muitas dores na coluna, nada mais importava, queríamos apenas que tudo não passasse de um susto”, relembra Alexandre Maia. “Mas ele queria voltar à pista, voltar à disputa, era só isso que ele falava. Quando soubemos que ele estava bem, ele logo quis que os médicos o liberassem. E quando isso aconteceu, ele vibrou. No fim, ele voltou à pista e foi um guerreiro, sempre querendo mais. Essa foi a nossa vitória, o nosso título no final de semana do Campeonato Brasileiro”, finalizou.

Notícias

Página inicial