Motor On Line
Notícias-

Gresse e Paludo recorrem e esperam recuperar vitória nos 300 Km de Interlagos
Reportagem: Fernanda Gonçalves
Foto: Luca Bassani
Comunicação Promax Bardahl
Dupla cruza linha de chegada na frente, mas leva punição de 20 segundos e cai para 3º na Porsche GT3.

Com 30 carros no grid, a primeira etapa da temporada 2018 da Porsche Império GT3 Cup Endurance Series neste sábado (dia 28) teve emoção do início ao fim no autódromo José Carlos Pace, em Interlagos.

Largando da pole position, Beto Gresse e Miguel Paludo tinham tudo para subir ao lugar mais alto do pódio nos 300 Km de Interlagos e, de fato, o Porsche #7 cruzou a linha de chegada em primeiro. No entanto, uma punição de 20 segundos no tempo final da prova, deixou a dupla na terceira colocação.

Paludo, atual campeão da série endurance, foi o responsável pela pilotagem na largada. Ele acabou caindo para a segunda posição no início da disputa, mas logo reassumiu a ponta. Com bom rendimento, o Porsche #7 se manteve na frente, perdendo a liderança apenas nos momentos de parada nos pits, comprovando a boa estratégia e grande entrosamento entre Paludo e Gresse.

No entanto, faltando menos de 10 das 71 voltas da corrida, Gresse e Sérgio Jimenez começaram a travar uma dura batalha pela vitória. Os dois acabaram se tocando, mas conseguiram se manter na pista.

Na penúltima volta da corrida, o anúncio da direção de prova, punindo Gresse em 20 segundos pelo toque foi como um banho de água fria nos boxes da equipe. Apesar de ter cruzado a linha de chegada em primeiro, Gresse e Paludo subiram ao pódio em terceiro com a punição. O time, entretanto, irá recorrer na justiça para reaver a vitória.

“Vamos recorrer do resultado. Vinha sendo um final de semana perfeito. Andamos bem nos treinos e na classificação, na média, ficamos com a pole. Mostramos velocidade o tempo todo”, comentou Gresse, que conta com o apoio da Promax Bardahl.

“Na corrida, também estávamos bem, dentro da nossa estratégia. Mas sabia que no final, pelo fato de ter de repetir um jogo de pneus, ia ser um stint mais difícil. O que de fato aconteceu. O Jimenez tinha uma performance melhor no final e acabou chegando”, explicou o paulista.

“Eu fui me defender na curva do Lago, ele acabou se jogando por fora, trouxe pra dentro o carro e tocou na minha roda dianteira. Isso acabou desequilibrando o meu carro e teve um segundo toque involuntário. Mas vamos recorrer da decisão dos comissários”, contou Gresse.

O piloto já dividiu o Porsche #7 com Paludo no ano passado, quando conquistaram bons resultados e pódios, que ajudaram Paludo a conquistar o título no final da temporada 2017. “Agradeço mais uma vez ao Paludo, que como sempre mostrou uma pilotagem perfeita, à Brandt e a Bardahl pela oportunidade. Foi um final de semana muito bom e espero que possamos reconquistar nossa vitória”, completou o piloto.

Confira o resultado dos 300 Km de Interlagos (Top-10):

1. S. Jimenez – W. Neugebauer
2. L. Di Grassi – Ric. Baptista
3. B. Gresse – M. Paludo
4. V. Baptista – P. Queirolo
5. JP Mauro – B. Baptista
6. C. Bueno – S. Barros
7. L. Kaesemodel – R. Zonta
8. A. Hellmeister – L. Seripiere (S)
9. N. Piquer – D. Schneider
10 . Dan. Dirani – R. Toni (S)

*sub judice

Notícias

Página inicial