Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Shell V-Power em treinos livres com 27 pilotos no mesmo segundo
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: Fabio Davini
Átila Abreu e Ricardo Zonta colhem dados importantes durante as duas sessões no exigente circuito paranaense de Cascavel.

O primeiro dia de treinamentos livres para a rodada dupla da Stock Car no circuito paranaense de Cascavel foi de muito trabalho e testes para Ricardo Zonta e Átila Abreu no acerto dos carros da Shell V-Power, nesta sexta-feira.

Com 27 pilotos no mesmo segundo, as posições não refletiram o potencial da equipe, principalmente para o ritmo de corrida, já que a pista cascavelense é uma das que mais exigem dos pneus, pelas ondulações e força lateral nas curvas de alta velocidade.

No primeiro treino, Átila terminou com a 22ª colocação, enquanto Zonta foi o 26º. À tarde, o paranaense entrou de novo logo no primeiro grupo e acabou com o 20º lugar no geral, após ser atrapalhado por um concorrente e sair da pista. O sorocabano foi à pista no segundo grupo, e foi o 12º.

Neste sábado, os dois pilotos voltam à pista para o terceiro treino livre, a partir das (de Brasília). O treino que definirá o grid da corrida 1 será disputado às 13h, com transmissão ao vivo do canal por assinatura SporTV3.

Domingo, a primeira corrida começa ao meio-dia, enquanto a segunda prova tem início às 13h05 - para esta bateria, Átila Abreu concorre ao Fan Push, um disparo extra do botão de ultrapassagem por votação no site da categoria (www.stockcar.com.br). O SporTV2 transmite as provas ao vivo.

O que eles disseram:

"Viemos fazendo alguns testes, principalmente porque eu estava no primeiro grupo, então todas as experimentações foram no meu carro. Então, eu não tive o carro totalmente acertado hoje, e no finalzinho conseguimos achar uma direção, mas fui atrapalhado, peguei na zebra e tive um problema no alinhamento do carro. A posição não é tão boa, mas a referência de desenvolvimento do carro foi para um lado bom. O dia de amanhã promete bastante para uma performance melhor"

Ricardo Zonta, piloto do carro #10

"No segundo treino, houve pilotos que passaram os quatro pneu zero, enquanto nós não e você compara a performance. O carro tem potencial, evoluímos em relação a alguns problemas que tivemos com a traseira do carro, mas temos margem para melhorar a performance. Os quatro décimos que eu tomo são no primeiro trecho, com a primeira curva muito rápida, o Bacião, onde o carro ainda não se comporta tão bem, e quando você melhora isso, por ser uma curva muito longa e rápida, aparecem três ou quatro décimos. Agora é ver os dados para melhorar para amanhã. Não está ruim, mas há o que melhorar para brigar pela pole"

Átila Abreu, piloto do carro #51

"Aqui é sempre muito equilibrado durante os treinos, mas tem muita coisa para melhorar até amanhã. O Átila virou um bom tempo para a condição de pneu e o Zonta nem tanto porque foi atrapalhado e escapou da pista. Vamos trabalhar para evoluir e brigar pela ponta"

Thiago Meneghel, chefe da Shell V-Power

Classificação do campeonato:

1º D.Serra - 191 pontos
2º M.Wilson - 148
3º F.Fraga - 147
4º M.Gomes - 135
5º R.Barrichello - 128
6º C.Bueno - 116
7º R.Zonta - 95
8º J.Campos - 92
9º Á.Abreu - 92
10º L.di Grassi - 68

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial