Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Shell V-Power busca vitória na primeira prova em Londrina
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: José Mario Dias
Embalada com Átila Abreu e Ricardo Zonta, equipe ganhou quatro vezes na corrida 2 em 2018 e está invicta nesse aspecto desde o fim de maio.

Depois da troca de Tarumã por Londrina no calendário da Stock Car, a Shell V-Power volta neste fim de semana ao circuito paranaense, onde este ano, no começo de maio, esteve muito perto da vitória na corrida 2 com Átila Abreu, que perdeu a chance de vencer devido a uma punição após o pit stop.

De qualquer forma, tanto Átila como Ricardo Zonta vêm evoluindo na classificação geral e levaram a Shell V-Power a vencer todas as segundas corridas nas rodadas duplas desde 20 de maio - o sorocabano ganhou a corrida 2 em Santa Cruz, Cascavel e Velo Città, e o paranense, em Campo Grande.

Mas, mesmo consolidada em terceiro lugar no campeonato de equipes, a Shell V-Power ainda busca um melhor desempenho nos treinos classificatórios para brigar pela vitória já nas primeiras corridas e não precisar da estratégia para conseguir um grande resultado.

Em Londrina, Zonta e Átila encaram um travado circuito de 3.055 metros, no qual a ultrapassagem é sempre complicada mesmo com o botão push to pass. Além disso, o asfalto abrasivo é sempre um desafio para equipes e pilotos da Stock Car no acerto dos carros.

Ricardo Zonta está elegível para a votação do Fan Push, um disparo adicional do botão de ultrapassagem na segunda corrida, por intermédio de votação na internet. Os fãs ainda podem votar até o começo da primeira prova - vencedor na última etapa, Átila Abreu não participa.

Como de costume, a programação terá dois treinos livres na sexta-feira e um no sábado. Também no sábado, será disputada a sessão classificatória para definição do grid na corrida 1, com transmissão ao vivo do SporTV 2. Domingo, o canal também mostra as duas provas, às 12h e 13h05.

O que eles disseram:

"Londrina é uma pista que gosto bastante, difícil e bem técnica. Temos de focar na primeira corrida, e para isso temos de ter um carro rápido. Não adianta chegarmos lá com a mentalidade de ganhar a segunda corrida, que ganhamos por causa da estratégia e não da performance do carro. Minha vontade é trabalhar o máximo possível para tentar evoluir o carro para a classificação e ter um carro com potencial para chegar entre os três primeiros na primeira corrida. Mas se não der para isso, vamos fazer uma estratégia para a segunda corrida"

Ricardo Zonta, piloto do carro #10

"Estou animado. Não havia a expectativa de Londrina estar no calendário pela segunda vez, a troca de Tarumã pegou todos de surpresa. Particularmente prefiro Londrina do que Tarumã, por estar em melhores condições para sediar uma etapa da Stock Car, infelizmente, porque Tarumã é uma bela pista, que, com um pouco de capricho, estaria apta a receber uma etapa. Mas, uma vez que Londrina está de volta ao calendário, vai ser uma pista na qual todos estiveram lá este ano, e recentemente. Para mim, ficou o gostinho de quase vitória, principalmente na corrida 2, para a qual nos preparamos já na corrida 1 com um bom pit stop, mas uma pequena falha na busca por mais velocidade fez com que tomássemos a punição. Agora vou ter a chance de conquistar essa vitória e obviamente vencer em três etapas em sequência. É aproveitar o momento da equipe, que está indo bem e melhorando o carro a cada etapa, ganhando performance e confiança. É transformar isso em mais uma vitória e crescer no campeonato pois estamos próximos de brigar pelo terceiro lugar, apesar de todos os problemas que tivemos no ano"

Átila Abreu, piloto do carro #51

"O pessoal está animado para voltar a Londrina, historicamente andamos bem lá. Estamos ansiosos para deixar de ganhar as corridas 2 e passar a ganhar as corridas 1, mas para isso precisamos largar mais à frente. O nosso principal foco é esse, para conseguir pensar na primeira corrida. Mas, de toda forma, os nossos dois pilotos vêm crescendo no campeonato, marcando bons pontos. Então temos mais três etapas e vamos tentar ficar entre os primeiros no campeonato"

Thiago Meneghel, chefe da equipe Shell V-Power

Programação*:

Sexta-feira, 19 de outubro
9h- Shakedown
10h - Primeiro treino livre
13h20 - Segundo treino livre

Sábado, 20 de outubro
9h40 - Terceiro treino livre
13h - Treino classificatório

Domingo
8h15 - Treino de aquecimento
12h - Corrida 1
13h05 - Corrida 2

*sujeita a alterações

Classificação do campeonato:

1º D.Serra - 234 pontos
2º F.Fraga - 217
3º C.Bueno - 163
4º M.Gomes - 161
5º R.Barrichello - 161
6º M.Wilson - 159
7º J.Campos - 157
8º Á.Abreu - 141
9º R.Zonta - 122
10º L.di Grassi - 115

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial