Motor On Line
Notícias-

Stock Car: apesar carros competitivos Suzuki e Sperafico não pontuam em Londrina
Reportagem: Fernanda Gonçalves
Foto: Vanderley Soares
Comunicação Promax Bardahl
Pilotos da equipe Bardahl Hot Car esperam melhor sorte na etapa de Goiânia dentro de 15 dias.

A décima etapa da temporada 2018 da Stock Car, realizada neste domingo (dia 21) em Londrina (PR), não trouxe os resultados esperados para a equipe Bardahl Hot Car. Depois de uma sexta-feira de treinos livres bastante produtiva, com Rafael Suzuki e Ricardo Sperafico entre os 15 primeiros, os pilotos finalizaram a tomada de tempos no sábado em 22º e 27º, respectivamente.

Mesmo largando atrás, os dois foram pra cima e vinham bem na Corrida 1. Suzuki foi escalando o pelotão e cruzou a linha de chegada em 14º, o que lhe daria bons pontos e a chance de melhorar na Corrida 2. Sperafico também ganhou posições e ficou em 17º. Os dois, no entanto, foram punidos ao final da prova. De acordo com os comissários, a parada nos boxes de ambos aconteceu fora da janela obrigatória de pit stop.

Sem tempo para a equipe recorrer, já que a Corrida 2 aconteceu logo na sequência, os dois largaram do final do grid. Suzuki já vinha ganhando posições novamente, mas precisou parar nos boxes com um problema na bomba de combustível. Sperafico finalizou na 17ª posição.

“Terminamos as duas provas e, pra mim, foi bom para pegar mais ritmo ainda de corrida. O carro no final era rápido, apesar de não termos pontuado. Estou feliz por ter terminado as duas, mas triste por não ter conseguido os pontos que a gente tanto quer. Mas está amadurecendo e, Goiânia e São Paulo, acho que vamos ter chances reais”, comentou Sperafico, que voltou a correr na Stock Car depois de cinco anos.

“Uma pena a punição na Corrida 1. A gente estava numa boa posição de largada, não precisava abastecer, só trocar pneus, então a gente estaria na zona de pontuação. Mas vamos embora pra próxima”, completou o paranaense do Stock Car #20.

Suzuki, que já subiu ao pódio este ano e está em 16º no campeonato, também lamentou a punição, mas elogiou o rendimento do carro. “A etapa teve altos e baixos. Fomos bem nos treinos, mas por algum motivo na classificação não encaixamos uma boa volta e largamos lá atrás. Mas hoje tínhamos um bom carro, bom ritmo. Mesmo largando em 22º, chegamos em 14º na pista e tomamos uma punição. Foi uma pena, pois já marcaríamos pontos na Corrida 1 e largaríamos mais na frente na prova final”, comentou o paulista.

“Mas largando lá atrás as chances diminuíram e na quarta ou quinta volta o carro começou a falhar e a equipe identificou um problema na bomba de combustível. Uma pena, porque fica aquela sensação de que a performance estava lá e não foi realmente o nosso dia”, finalizou o piloto do Stock #8.

A próxima etapa da Stock Car acontecerá no dia 4 de novembro, em Goiânia (GO). Será a penúltima rodada de 2018.

Resultado da Corrida 1 em Londrina:

1. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - 32 voltas em 41:31.931
2. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - a 2.638
3. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) - a 3.094
4. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) - a 3.469
5. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) - a 5.231
6. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) - a 5.786
7. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) - a 7.220
8. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) - a 7.290
9. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) - a 7.728
10. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) - a 9.455
11. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) - a 10.257
12. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) - a 11.091
13. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) - a 12.419
14. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) - a 22.871
15. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) - a 44.160
16. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) - a 1 volta
17. 33 Nelsinho Piquet (Full Time Bassani) - a 1 volta
18. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) - a 1 volta
19. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - a 2 voltas
20. 344 Esteban Guerrieri (Hero Motorsport) - a 8 voltas
21. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) - a 8 voltas
Não completaram
22. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) - a 14 voltas
23. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) - a 14 voltas
24. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) - a 17 voltas
25. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - a 18 voltas
26. 24 Kelvin Van Der Linde (Blau Motorsport) - a 23 voltas
Excluídos*
27. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car)
28. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car)
29. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports)
Melhor volta: Rubens Barrichello, 1:11.757 (153,2 km/h)

*Excluídos por executar procedimento obrigatório de pit stop fora da janela

Resultado da Corrida 2:

1. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) - 33 voltas em 41:52.099
2. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) - a 1.160
3. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) - a 4.160
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) - a 4.522
5. 344 Esteban Guerrieri (Hero Motorsport) - a 8.455
6. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) - a 12.219
7. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) - a 14.234
8. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - a 15.543
9. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - a 15.785
10. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - a 24.676
11. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) - a 28.419
12. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) - a 29.075
13. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) - a 30.420
14. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - a 31.220
15. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) - a 33.113
16. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) - a 35.943
17. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car) - a 41.050
18. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) - a 42.417
19. 24 Kelvin Van Der Linde (Blau Motorsport) - a 5 voltas
20. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) - a 6 voltas
21. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) - a 9 voltas
Não terminaram
22. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) - a 14 voltas
23. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) - a 20 voltas
24. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) - a 20 voltas
25. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) - a 23 voltas
26. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) - a 24 voltas
27. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) - a 28 voltas
28. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) - a 31 voltas
29. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – não largou
Melhor volta: Diego Nunes, 1:11.665 (153,4 km/h)

Classificação do Campeonato:

1. Daniel Serra – 270 pontos
2. Felipe Fraga – 236
3. Rubens Barrichello – 194
4. Julio Campos – 183
5. Max Wilson – 176
6. Átila Abreu – 176
7. Marcos Gomes – 172
8. Cacá Bueno – 169
9. Ricardo Zonta – 144
10. Thiago Camilo – 127
11. Lucas di Grassi – 115
12. Gabriel Casagrande – 82
13. Cesar Ramos – 65
14. Allam Khodair – 54
15. Ricardo Maurício – 53
16. Rafael Suzuki – 52
17. Lucas Foresti – 47
18. Felipe Lapenna – 37
19. Vitor Genz – 36
20. Nelson Piquet Jr – 31
21. Diego Nunes – 28
22. Denis Navarro – 23
23. Antonio Pizzonia – 22
24. Bia Figueiredo – 19
25. Guga Lima – 16
26. Esteban Guerrieri – 13
27. Sérgio Jimenez – 10
28. Bruno Baptista – 10
29. Valdeno Brito – 10
30. Tuka Rocha – 7
31. Agustín Canapino – 5
32. Guilherme Salas – 4
33. Galid Osman – 3
34. Ricardo Sperafico - 0

Notícias

Página inicial