Motor On Line
Notícias-

Motocross: Honda Racing Brasil pronta para largar na abertura do Mundial
Reportagem: Ângela Monteiro
Foto: Idário Café
Mundo Press
Pilotos da equipe nacional disputam as corridas das categorias MXGP e MX2 na tarde deste domingo (3), na Argentina.

A equipe Honda Racing Brasil está pronta para a abertura do Campeonato Mundial de Motocross, na Argentina. Hector Assunção e Jetro Salazar disputam a categoria MXGP com a motocicleta Honda CRF 450R, enquanto Lucas Dunka e Leonardo Souza aceleram a CRF 250R nas baterias da MX2. As corridas serão realizadas na tarde deste domingo (3) em Villa La Angostura, região da Patagônia.

​O principal objetivo da equipe vermelha é aproveitar o intercâmbio como preparação intensiva para as provas do calendário brasileiro da modalidade. Este é o segundo ano consecutivo que o time marca presença no Campeonato Mundial. Neste sábado (2), os pilotos cumpriram os treinos e as corridas classificatórias, que definiram as prioridades de largada para o GP da Argentina.

​Salazar alcançou o 20º melhor tempo da MXGP, enquanto Assunção foi o 23º. "O nível dos pilotos está ainda mais forte do que no ano passado", comparou Salazar. "Larguei na classificatória e tive dificuldades por conta de dores nos antebraços. Precisei me poupar para terminar a bateria da melhor forma. Vamos trabalhar em alguns ajustes na suspensão para amanhã fazer duas boas corridas", continuou o atual campeão brasileiro da classe MXElite.

​Hector Assunção avaliou o dia como positivo. "Eu evoluí com relação ao primeiro treino. Na classificatória, caí na primeira volta, mas consegui me recuperar. Vi que posso melhorar para amanhã", contou. Além dos melhores pilotos de Motocross do planeta, a pista argentina é um grande desafio. O circuito traz chão duro e com buracos coberto por uma camada arenosa, que pode ser traiçoeira a cada volta.

​"É uma pista com características totalmente diferentes das que estamos acostumados no Brasil", analisou Lucas Dunka. Ele foi o 25º colocado na corrida classificatória da MX2, sendo que o companheiro de equipe Leonardo Souza alcançou o 28º lugar. "A motocicleta Honda CRF 250R está 100% e a minha adaptação ao circuito tem que ser rápida, estou trabalhando para isso", acrescentou Dunka.

​Estreante no Mundial de Motocross, Souza está motivado para acelerar. "Espero que nas corridas eu consiga me soltar um pouco mais na pista. Apesar de ser diferente, gostei bastante do circuito. Será preciso ficar atento para não escorregar e os saltos exigem bastante preparo físico dos pilotos", finalizou o competidor.

Programação GP da Argentina / Abertura do Campeonato Mundial de Motocross

​Domingo (3/3)

12h – MX2 / Bateria 1
13h – MXGP / Bateria 1
15h – MX2 / Bateria 2
16h – MXGP / Bateria 2.

Notícias

Página inicial