Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Shell volta a CG onde enfrenta forte desafio dos pneus
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: José Mário Dias
Asfalto é um dos que mais exige dos compostos em toda a temporada, e calor deve superar os 30 graus no fim de semana.

O fim de semana será de mais um desafio para os quatro carros da Shell na temporada de 2019 da Stock Car, no autódromo de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Segundo a previsão do tempo, a temperatura poderá atingir até 33 graus nos dias de atividades, o que será um desafio extra para os pilotos.

Não bastasse os mais de 60 graus dentro do cockpit, os competidores precisarão ter um perfeito gerenciamento dos pneus, já que o asfalto do circuito sul-mato-grossense é um dos mais exigentes aos compostos em todo o calendário, com sua abrasividade e a maioria das curvas para a esquerda.v

Além disso, a exemplo do que já aconteceu este ano no Velo Città e Santa Cruz do Sul, a programação prevê atividades apenas no sábado e no domingo, o que tornará o tempo bastante exíguo para a busca do melhor acerto e tomada de decisões visando à classificação e às corridas.v

Entre os pilotos da Shell, Galid Osman é o mais bem classificado, na nona colocação, enquanto Ricardo Zonta e Átila Abreu também já subiram ao pódio no campeonato - o sorocabano, inclusive, vem de dois top3 consecutivos, alcançados nas etapas de Londrina e Santa Cruz do Sul.

No ano passado, os carros da Shell apresentaram excelente desempenho em Campo Grande, principalmente no tratamento dos pneus durante as corridas, tanto que Zonta recebeu a bandeirada na primeira posição na pista, e Átila Abreu obteve uma segunda colocação.

Galid Osman, Ricardo Zonta e Gaetano di Mauro estão elegíveis para o prêmio do Fan Push, um disparo adicional do botão de ultrapassagem na segunda corrida. A votação segue no site oficial da Stock Car (www.stockcar.com.br) até a largada da rodada dupla, no domingo.

O treino classificatório será disputado a partir das 14h30 no horário local (15h30 no horário de Brasília), e terá transmissão ao vivo pelo site Globoesporte.com. Já as corridas começam às 14h e 15h02 e serão mostradas pelo canal por assinatura SporTV2.

O que eles disseram:

"É uma das poucas pistas em que nunca tive pódios na Stock Car, mas estou vindo de uma fase muito boa, na qual somei muitos pontos nas últimas seis corridas. Quero aproveitar essa fase para manter uma linha crescente e subir no campeonato. Estamos em nono, dentro da nossa meta, e agora é manter ou até mesmo crescer."

Galid Osman, piloto da Shell Helix Ultra no carro #28

"Temos o objetivo de conquistar um bom resultado e recuperar alguns pontos perdidos nas últimas etapas. Vamos na luta para tentar fazer um bom fim de semana e somar o maior número possível de pontos"

Ricardo Zonta, piloto da Shell V-Power no carro #10

"Meu foco principal é ter uma boa classificação, até para conseguir largar no pelotão da frente e ter um bom ritmo para conseguir bons pontos. É uma etapa para pontuar bem e subir na tabela. É uma pista que tem um desgaste de pneu alto, mas tem muitos pontos de ultrapassagem, gosto bastante. Foi lá que conquistei meu primeiro pódio na Stock Car. Tivemos um bom resultado lá no ano passado e espero crescer na tabela e chegar aos dez primeiros mesmo tendo ficado fora de duas etapas."

Átila Abreu, piloto da Shell V-Power no carro #51

"Campo Grande é uma pista de muita precisão. Vai ser mais um fim de semana curto de apenas dois dias, no qual tudo acaba acontecendo muito rapidamente, mas vamos encontrar diferentes momentos de pista a cada saída pelo fato de não ser uma pista muito usada, mas com certeza é um desafio legal para nós pilotos. Estou animado para a corrida"

Gaetano di Mauro, piloto da Shell Helix Ultra no carro #11

Programação da etapa (horário local*):

Sábado, 10 de junho
8h30 - Shakedown
8h55 - Primeiro treino livre
11h35 - Segundo treino livre
14h30 - Treino classificatório

Domingo, 11 de junho
14h - Corrida 1
15h02 - Corrida 2

*Campo Grande tem uma hora a menos no fuso horário em relação a Brasília.

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial