Motor On Line
Notícias-

Rally: etapa dificílima para Guedes e Bianchini
Reportagem: Cleber Bernuci
P1 Media Relations
Dupla da equipe X Rally Team sofreu com a quantidade de furos de pneu durante os 540 quilômetros da sexta etapa.

Se a organização do Rally dos Sertões prometia uma das edições mais difíceis de sua história, a sexta etapa, disputada nesta sexta-feira (30) cumpriu com louvor a promessa. A parte final da maratona – os veículos largaram para a especial sem qualquer tipo de manutenção pelas equipes – teve 540 quilômetros entre São Félix do Tocantins (TO) e Bom Jesus (PI).

A dificuldade foi tal que a dupla formada por Mauro Guedes e Filipe Bianchini, da equipe X Rally Team, completou a etapa em 9h26min05s. A dupla vencedora do sexto dia, Lucas Moraes e Kaique Bentivoglio, completaram sem problemas em mais de sete horas. Todos os carros terminaram a especial já à noite.

“Percorrer uma especial à noite foi novidade na minha experiência de Sertões”, destacou Mauro. “Difícil, cansativa e mentalmente desgastante. Paramos no mínimo umas quatro vezes para trocar pneu ou fazer remendos e perdemos um tempo absurdo com estas paradas”, disse Guedes, que perde a liderança da classe T1 Brasil.

“Não é que não vamos tentar, pois estamos aqui para isso. Mas reverter a desvantagem de 40 minutos vai ser muito difícil. Mas esta é uma das razões de o Sertões ter essa aura mítica em seu entorno, pois pode acontecer de tudo nessa prova”, finalizou.

O sétimo dia de prova, neste sábado (31) terá 941 quilômetros, um recorde nas 27 edições do Sertões. O trecho cronometrado, no entanto, será de 320 quilômetros.

Notícias

Página inicial