Motor On Line
Notícias-

Títulos Sprint da Porsche serão decididos na preliminar GP Brasil de F1
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: Luca Bassani
Desfecho das quatro categorias dos carros de corrida mais produzidos no mundo integra programação da categoria mais famosa do automobilismo pelo 15º ano seguido.

Pelo 15º ano consecutivo, a Porsche Império Carrera Cup será evento-suporte do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, neste próximo fim de semana. E o público de Interlagos verá a definição dos quatro campeões da categoria Sprint, de provas mais curtas, nas classes Carrera Cup 4.0, GT3 4.0, Carrera Cup 3.8 e GT3 Cup 3.8.

Mais uma vez, o público que for a Interlagos vai acompanhar os carros de corrida mais produzidos no planeta. Todos os carros são os Porsche 911 GT3 Cup, alguns da geração 991/1 e outros da geração 991/2. Os carros da geração mais recente têm motor de 4.0 litros e os anteriores, 3.8 litros, daí a divisão de classes por motorização. Ambas realizam os certames da Carrera Cup, no qual pontuam todos os pilotos do grid, e GT3 Cup, em que pontuam somente os pilotos da classe.

A temporada de 2019 foi a de maior visibilidade da história da categoria, com uma média de mais de 10 mil pessoas nos autódromos brasileiros em todas as etapas. Foi o primeiro ano com a operação de arquibancada funcional durante todo o campeonato, tanto nas corridas de Sprint quanto nas de Endurance -o campeonato de longa duração da Porsche Império GT3 Cup.

Para o encerramento da temporada, em duas semanas com os 500 km de Interlagos, a expectativa é ainda mais expressiva. A jornada que encerra o certame de Endurance no dia 30 de novembro será realizada em meio ao Sportscar Together Day, uma verdadeira celebração da marca Porsche, reunindo em Interlagos os carros de competição, modernos modelos de rua e carros de colecionadores.

O marco do atual campeonato de Sprint dos carros de corrida mais produzidos no mundo vem sendo a força da nova geração. Na classe principal, a Carrera Cup 4.0, o jovem Vitor Baptista, de 21 anos, lidera a classificação geral desde a primeira etapa. Primeiro vencedor do Porsche Junior Program e atual campeão da classe 3.8, Vitor aparece à frente de Marçal Müller, de 26 anos, e Marcel Coletta, de apenas 18. Os três estão separados por apenas 20 pontos.

Ocorre que Vitor não compete neste fim de semana. Ele já está na Europa, onde participa do Shootout, a fase global do Porsche Junior Program, a partir deste sábado. O piloto recebeu garantias de que poderia disputar o título em São Paulo e se juntar aos outros jovens postulantes à bolsa da Porsche na segunda-feira. Mas optou por priorizar o Shootout. Ele conserva chances matemáticas de título, mas como não vai marcar pontos na etapa final, na prática, o campeonato da Carrera Cup 4.0 está entre Müller e Coletta (o segundo campeão da seletiva brasileira para jovens talentos).

Na Carrera Cup 3.8, os jovens também vêm mostrando força: o líder é Felipe Baptista, irmão de Vitor e que tem apenas 16 anos, e seus mais próximos perseguidores no campeonato são Enzo Elias, de 17, e Matheus Iorio, de 22. Na tabela, Baptista tem uma boa vantagem de 26 pontos sobre Elias e 34 à frente de Iorio. Ocorre que, quando aplicados os descartes dos dois piores resultados de cada competidor, Elias salta à frente: com 160 tentos, contra 156 de Felipe e 152 de Matheus. Ou seja, os três vêm colados e quem prevalecer entre eles na rodada dupla do fim de semana deve ficar com o título.

Iorio e Felipe também correm com bolsas do Porsche Junior Program. O caçula, por sinal, abriu a temporada deste ano ganhando em Interlagos com 15 anos de idade e se transformou no mais jovem vencedor de uma prova de GT em todos os tempos no automobilismo mundial.

O brilho dos "garotos" mostra o sucesso imediato da seletiva o Junior Program da Porsche, que desde o ano passado premia o vencedor com uma bolsa para a fase internacional do programa - em 2019, o contemplado é Vitor Baptista. Mesmo os que não ganharam a bolsa, como Pedrinho Aguiar e Enzo Elias, tiveram um ano com grandes resultados e vitórias.

Mas não são apenas os jovens que têm mostrado velocidade nas pistas. As categorias GT3 Cup 4.0 e 3.8 são formadas por pilotos que, apesar da alta performance apresentada na pista, não desejam ser profissionais do automobilismo.

Na GT3 Cup 4.0, o líder do campeonato é Sylvio de Barros, seguido por Rodrigo Mello, Adalberto Baptista e Maurizio Billi, todos na briga direta pelo título. Apenas 12 pontos separam os quatro primeiros na classificação geral.

O campeonato da GT3 3.8 tem a liderança de Fran Lara, aparecendo com 17 pontos de vantagem sobre o segundo colocado Urubatan Jr., enquanto Nelsinho Monteiro vem em terceiro, um ponto atrás.

Como nos últimos anos da Porsche Império Carrera Cup como evento-suporte da Fórmula 1, serão quatro largadas no fim de semana. Os carros realizam apenas um treino na sexta-feira, já valendo como tomada de tempo para a definição do grid de largada -não há treino livre na etapa final. Com isso, cada saída à pista será fundamental para os que sonham em conquistar troféus em Interlagos.

Os treinos acontecem às 13h (classe 4.0) e às 17h de sexta, sem transmissão de livetime, TV ou streaming. As quatro corridas são exibidas pelos canais SporTV, sendo as três últimas ao vivo. A primeira prova é da classe 4.0, às 10h30 de sábado (exibição às 13h no SporTV 3). No sábado às 16h30 acontece a primeira bateria da classe 3.8, com transmissão ao vivo do SporTV 2. A programação do domingo é aberta às 9h com a classe 3.8, e a 4.0 larga às 10h -sempre com exibição ao vivo no SporTV 3.

Notícias

Página inicial