Motor On Line
Notícias-

Ramos sobrevive acidentada corrida da Stock Light em Goiânia e vence
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: José Mário Dias
Campeão Raphael Reis é acertado logo na largada e fica fora, enquanto piloto do carro #13 escapa das confusões e fica em sexto.

O paulista Diego Ramos sobreviveu a uma corrida cheia de confusões em Goiânia e foi o melhor estreante na primeira prova da rodada dupla de Goiânia da Stock Light. O piloto da Shell cruzou a linha de chegada em sexto no geral - Raphael Reis abandonou.

Na largada, Diego Ramos ficou encaixotado e perdeu posições, caindo de nono para 12º, enquanto Raphael Reis foi atingido após um contato entre outros dois pilotos e ficou fora da disputa logo na primeira volta.

Conforme a corrida se assentou, Diego aumentou o ritmo e, nas primeiras cinco voltas, subiu duas colocações, para décimo. Ramos continuou sua progressão até a oitava colocação, já faltando cinco minutos para a bandeirada.

No finalzinho, Ramos chegou a cair para nono, mas, após um choque entre dois concorrentes, ainda subiu para sexto, posição na qual terminou a corrida. Com a regra do grid invertido entre os dez melhores da prova deste sábado, Diego sai em quinto neste domingo.

A segunda prova da rodada dupla terá sua largada às 8h15, com transmissão do canal por assinatura Band Sports e do canal oficial da Stock Light no YouTube.

O que disse Diego Ramos:

"Foi uma corrida muito disputada. Na largada, acabei perdendo algumas posições. Mas consegui recuperar depois, tive um carro muito bom. Durante o fim de semana inteiro tivemos problemas no motor, o que nos dificulta a mostrar a nossa força, tanto eu como a equipe. Mais uma vitória entre os estreantes, vamos atrás de mais uma amanhã."

Resultado da prova:

1º G.Salas - 32m57s771
2º G.Robe - a 1s158
3º G.Myasava - a 2s260
4º G.Frigotto - a 3s427
5º M.Campos - a 4s079
6º D.Ramos - a 18s156

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Este é um projeto incentivado pela Lei 1.924/92 - Estadual de Incentivo ao Esporte, da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude – SEELJE, do Estado do Rio de Janeiro

Notícias

Página inicial