Motor On Line
Notícias-

Shell busca velocidade para voltar ao pódio na Stock Light em Interlagos
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: José Mário Dias
Com dificuldade nos trechos mais velozes, Diego Ramos fica em oitavo no grid, enquanto Raphael Reis larga em 12º.

Representantes da Academia Shell Racing na Stock Light, Diego Ramos e Raphael Reis vão largar na quarta e sexta filas, respectivamente, na última etapa da temporada deste ano, no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos.

Ambos os pilotos tiveram dificuldades com seus motores e, apesar de um bom acerto dos carros #13 e #77 para o miolo, os dois tiveram dificuldades para alcançar uma boa velocidade final no trecho da subida após a Junção e a reta principal.

Diego Ramos foi o segundo melhor estreante no grid ao conseguir a oitava colocação, com o tempo de 1m46s842, 1s2 acima do tempo da pole position. Já Raphael Reis ficou em 12º lugar, com a marca de 1m47s033.

Diante do quadro visto nos treinos, os dois pilotos da Shell buscarão uma corrida de recuperação, mas, para isso, esperam atingir uma velocidade maior nas retas para que seja possível brigar por ultrapassagens.

Com pontuação dobrada, a última corrida do ano terá um pit stop obrigatório e a largada será às 11h53 deste domingo. O canal por assinatura Band Sports e o canal da Stock Light no YouTube transmitem a prova ao vivo.

O que eles disseram:

"A expectativa para a corrida é boa, e estamos na disputa dos rookies, mas estamos com problemas no motor, o que tira um pouco as chances. Mas vamos com tudo, vou dar o meu melhor para levar a Academia Shell Racing ao topo."

Diego Ramos, piloto do carro #13

"O fim de semana parecia se desenhar positivo. Ontem terminamos com o segundo melhor tempo, mas mesmo assim, o nosso motor era inferior. Decidimos trocar o motor, arriscamos e pegamos um pior ainda. Não tem muito o que fazer, é tentar trocar de novo esse motor e achar algo melhor, porque temos feito o máximo no miolo mas sofremos bastante na reta. Vamos tentar ir para cima amanhã."

Raphael Reis, piloto do carro #77

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Este é um projeto incentivado pela Lei 1.924/92 - Estadual de Incentivo ao Esporte, da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude – SEELJE, do Estado do Rio de Janeiro

Notícias

Página inicial