Motor On Line
Notícias-

Marcello Romani foi 6 na corrida 1 e elogia equipe no MBChallenge
Reportagem: Joo Vasconcelos
Foto: Joo Vasconcelos
JV5 Racing
Problemas assolaram equipe do programa Ultrapassagem nesta 1 etapa.

A primeira etapa do Campeonato do Mercedes Benz Challenge, que foi disputado neste final de semana no Autódromo José Carlos Pace, foi um misto de emoções para equipe do Programa Ultrapassagem. Nos treinos livres a equipe dominou completamente com o paulista Marcello Romani (Lubrisint / Avia / UP1 / Grupo Clareza / Aditol / Programa Ultrapassagem / Innospec / O Lusitano Import / O Taboaense / Uhuul / Puntataco), marcando o melhor tempo em ambas sessões, e o seu companheiro de escuderia Alexandre Navarro andando sempre muito próximo.

Na classificação começaram os problemas. O motor do carro de Alexandre Navarro explodiu, e o carro de Marcello Romani apresentou problemas de injeção, impedindo o piloto de conseguir marcar tempo na qualificação.

"Foi uma pena, eu precisava somente uma volta para conseguir a pole; e o motor do Navarro quebrou, mas infelizmente isso é coisa de corrida", falou Marcello após o treino qualificatório.

De volta aos boxes os problemas só se intensificaram, já que não havia motor reserva disponível e toda equipe precisou trabalhar até as cinco da manhã do domingo, para reparar o motor de Navarro. No caso do carro de Marcello Romani, aquilo que parecia um caso simples de bico injetor, evoluiu para um problema de câmbio.

A dupla largou da última fila do grid para primeira corrida neste domingo. Marcello largou muito bem, e juntamente com Navarro ganharam posições até que na segunda volta o carro de Navarro superaqueceu e ficou parado na Curva do Laranjinha, causando um safety car.

Marcello conseguiu permanecer na pista, mas gradativamente o câmbio foi sinalizando que iria quebrar. Surgiu uma segunda intervenção com o carro de segurança por um forte acidente com dois outros concorrentes, e Marcello conseguiu levar o carro até a bandeirada na sexta posição, após ter largado em décimo quarto.

O problema é que na volta aos boxes o motor do carro #00 também superaqueceu, com o piloto ficando parado na subida do Café.

"O carro estava bom, mas pelo computador já conseguimos ver que o câmbio iria quebrar e não havia tempo para trocar. Tomei todo cuidado possível, mas primeiro quebrou a quarta, depois a terceira e quando veio o segundo safety car eu só queria cruzar a bandeirada", disse Marcello. "De qualquer modo só tenho que elogiar a equipe pela dedicação e empenho. Trabalhamos juntos até as 5:00 para que eu e o Navarro pudessemos correr; inclusive quero agradecer nominalmente meu mecânico (Jean) que fez tudo ao seu alcance para que meu carro fosse competitivo", completou o piloto.

No intervalo entre a primeira e segunda prova, foi possível recuperar o carro de Alexandre Navarro, mas o de Marcello Romani com o motor travado não voltou para segunda corrida. Navarro largando de último fez uma prova agressiva, e foi premiado com o terceiro lugar no final nesta segunda prova, um prêmio para toda equipe.

Navarro ao descer do carro fez questão de aplaudir toda equipe, e abraçou seu companheiro de equipe Marcello Romani. Romani vai descartar essa segunda corrida, que não pode disputar.

Notícias

Página inicial