Motor On Line
Notícias-

Stock Car: em piso de concreto GP do Gale„o motiva trio Shell no retorno ao Rio
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: Josť Mario Dias
Maior patrocinadora do espore a motor no Brasil e no mundo desembarca no RJ com dois pilotos no top10 e todos entre os 15.

A Stock Car se agita para retornar ao Rio de Janeiro após quase uma década, na inovadora pista montada no Aeroporto do Galeão. O inédito traçado de 3.226 metros terá a reta mais longa do calendário e 100% de sua superfície de concreto. Com busca em tirar o máximo dos carros em termos de velocidade de reta e o melhor desempenho dos pneus no piso da pista carioca, o trio de Shell desembarca com a motivação em alta na capital fluminense.

Ricardo Zonta chega com o Toyota Corolla #10 em nono no campeonato, uma posição à frente de Galid Osman, competidor do Chevrolet Cruze #28. Em 15º, o sorocabano Átila Abreu chega com o #51 credenciado por uma escalada de 13 posições no veloz Anel Externo de Goiânia, traçado de personalidade similar ao que se espera no Rio, com 6 das 7 curvas para a direita.

A rápida adaptação ao circuito será outro fator determinante para sucesso no Rio, uma vez que as atividades de pista estão concentradas no sábado e no domingo e os pilotos terão apenas um shakedown de 10 minutos e dois treinos livres de 35 antes da tomada de tempo. Aqui a experiência do trio da Shell pode fazer a diferença, uma vez que todos têm mais de dez temporadas em suas trajetórias na maior categoria do Brasil.

No mesmo sentido, os chefes das equipes Shell-RCM e Shell V-Power contam com seu repertório vitorioso para trabalhar com as equipes de engenharia e entender rapidamente a evolução de aderência do traçado e a reação dos carros com a variação da temperatura do concreto.

A previsão dos tempos de volta é na ordem de 1min04s, o que faz da operação de pit-stops outro elemento chave para as corridas de domingo. As equipes não têm referências do tempo que será gasto no pitlane -então é provável que a parada de box faça o carro perder a volta do líder, a depender de seu posicionamento na pista durante a janela de paradas obrigatórias.

Em suma: são muitas variáveis e muitas novidades na Stock Car neste domingo, um verdadeiro jogo de xadrez em altíssima velocidade.

As corridas acontecem a partir das 13h20 de domingo, com transmissão ao vivo pela Band e canais Sportv.

O que eles disseram:

"Voltar ao Rio depois de 10 anos sem provas da Stock Car, em um circuito inédito dentro do aeroporto do Galeão é inovador! Será uma etapa bem desafiadora, em função da programação, apenas de dois dias, em que precisaremos ter uma rápida adaptação!"

Ricardo Zonta

“Estou animado para o Galeão, estamos em uma boa sequência de resultados, em Goiânia os Toyota sobraram em velocidade de reta, mas no Rio essa diferença tem tudo para ser menor. Bastante esperançoso em crescer dentro do campeonato, espero crescer na classificação para chegar no fim do ano com chances de título.”

Galid Osman

“Voltar a correr no Rio vai ser muito legal, principalmente depois de tanto tempo fora do nosso calendário. Sempre foi uma das corridas mais celebradas, uma pena não termos mais Jacarepaguá e um público ainda maior. Correr dentro de um aeroporto é muito legal, principalmente por se tratar de um dos maiores do país. Algumas dificuldades que enfrentaremos é com relação ao piso de concreto, é a primeira vez que esse carro da Stock anda nesse tipo de piso, então não teremos como prever o comportamento do carro e o grip do pneu nele. Teremos poucos treinos, apenas dois de 30 minutos, então isso vai mudar muito nossa dinâmica no fim de semana. Também encontraremos a maior reta do calendário, uma reta que passaremos da sexta marcha, então é importante acertar bem o carro. Achar as referências em uma pista sem barreira é um desafio, então isso vai ser ainda mais importante. Gosto de andar em lugares e pistas novas, espero que isso nos impulsione no campeonato e nos coloque na briga definitivamente.”

Átila Abreu

GP do Galeão – Cronograma

Sábado, 9 de abril
08:50 – 09:00 – Shakedown
09:55 – 10:30 – Treino livre 1 – Grupo 1
10:40 – 11:15 – Treino livre 1 – Grupo 2
12:50 – 13:25 – Treino livre 2 – Grupo 1
13:35 – 14:10 – Treino livre 2 – Grupo 2
15:40 – 16:25 – Quali

Domingo, 10 de abril
13:20 – Largada – Corrida 1
13:57 – Largada – Corrida 2

Stock Car – Classificação (top10):

1. Gabriel Casagrande 63 pontos
2. Thiago Camilo 62
3. Rubens Barrichello 56
4. Daniel Serra 54
5. Cesar Ramos 46
6. Gaetano di Mauro 41
7. Julio Campos 40
8. Rafael Suzuki 38
9. Ricardo Zonta 32
10. Galid Osman 28
15. Átila Abreu 27

Sobre a Raízen:

Somos a Raízen – referência global em bioenergia com um ecossistema integrado de negócios: desde o cultivo e processamento da cana em nossos parques de bioenergia, até a comercialização, logística e distribuição de combustíveis, investimos continuamente em inovação para redefinir o futuro da energia.

Por meio de tecnologias avançadas, buscamos o protagonismo na transição energética, ampliando nosso portfólio de renováveis, como o etanol de segunda geração (E2G), o biogás, a bioeletricidade e a geração de energia solar. Desta forma, a Raízen já evitou 5,2MM de ton de C02 por ano no ambiente (ref. 2020) e, até 2030, tem como meta conter o dobro deste montante.

Com um time de 40 mil funcionários, operamos 35 parques de bioenergia, com capacidade instalada para moagem de até 105 milhões de toneladas de cana. Na safra 20´21 produziram 2,5 bilhões de litros de etanol e 4,4 milhões de toneladas de açúcar. Contamos cerca de 1,3 milhão de hectares de áreas agrícolas cultivadas com tecnologia de ponta com colheita mecanizada. Nossa capacidade instalada é de 1,3GW para geração de energia e produzimos na última safra 2,1 TWh de energia elétrica a partir da biomassa da cana.

Por meio de uma rede de revendedores de 7.300 postos que estampam a marca Shell no Brasil e na Argentina, atendemos milhões de consumidores diariamente em suas jornadas, oferecendo desde os exclusivos combustíveis da família Shell V-Power até praticidade e benefícios na hora do pagamento com o Shell Box. Pelo Grupo Nós (Joint venture com a FEMSA Comercio), atuamos no varejo de conveniência e proximidade com as lojas Shell Select e com os mercados OXXO.

Na safra 20´21 comercializamos 29 bilhões de litros de combustíveis e 7,3 milhões de toneladas de açúcar por meio de nossa infraestrutura de 69 bases de abastecimento em aeroportos, 70 terminais de distribuição pelo país e presença em 11 portos.

Estamos entre as maiores empresas em faturamento no Brasil, com R$ 114,6 bilhões, na última safra, gerando emprego e renda, dinamizando a economia, e investindo em responsabilidade social via Fundação Raízen.

Projeto Time KGV - Stock Car – Ano 2, aprovado na Lei Federal de Incentivo ao Esporte e registrado junto ao Ministério da Cidadania (Secretária Especial do Esporte) sob o número de processo 71000.052566/2021-06

Notícias

Página inicial